O PT esqueceu a lição de Carlito

Folha de S.Paulo
Bernardo Mello Franco
Folha de S.Paulo 16/04/2015 – 10h52

BRASÍLIA – Quando a esquerda começa a contar dinheiro, converte-se em direita. A frase do publicitário Carlito Maia (1924-2002), fundador do PT, foi lembrada ontem no Congresso. Resumia o desalento de um deputado com a prisão de João Vaccari, acusado de abastecer campanhas com propinas do petrolão.

Todo partido precisa juntar dinheiro para disputar eleições. O desafio é não permitir que a arrecadação se torne um fim em si, acima das ideias que motivaram a criação da sigla. A prisão do segundo tesoureiro em um ano e meio sugere que o PT esqueceu a lição de Carlito, inventor dos slogans “oPTei” e “Lula Lá”.

O petismo pode ter se transformado em outra coisa, mas não avisou os eleitores. Continua a pedir votos com o discurso da época em que financiava campanhas com a venda de broches de estrelinha. Não cola mais.

Vaccari virou uma espécie de Forrest Gump do petrolão. A cada vez que um réu decide falar, ele volta a aparecer no escândalo. O PT sabia que sua prisão era questão de tempo, mas insistiu em mantê-lo no cargo.

Ontem persistiu no erro ao tratá-lo como vítima. Seu líder na Câmara, que já acusou a CIA de tramar os protestos contra o governo, disse que a detenção foi “política”. Com defensores assim, será duro sair da lona.

A ordem agora é tentar isolar a ação de Vaccari das campanhas de Dilma Rousseff. É uma tese de difícil sustentação. No ano passado, mais de R$ 30 milhões do caixa presidencial saíram da direção nacional da sigla. Desse valor, R$ 4,8 milhões foram repassados por Andrade Gutierrez, Odebrecht e Braskem, empresas citadas na Lava Jato.

*

Em campanha contra o procurador-geral da República, o deputado Eduardo Cunha emplacou seu advogado Gustavo do Vale Rocha no CNMP, que fiscaliza a atuação do Ministério Público. Quem se interessa pela independência do órgão precisará fiscalizar o novo conselheiro.

Bernardo Mello Franco foi correspondente em Londres, repórter de “Poder”, da Sucursal do Rio e editor interino da coluna Painel. Escreve domingos, terças, quartas, quintas e sextas-feiras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s