A farsa da Internet móvel

Está em curso no Brasil uma tremenda briga entre os PROCONs, ANATEL e operadoras de telefonia móvel por causa do bloqueio do acesso à internet nos celulares após o término da ridícula e cara franquia paga pelos usuários.

As operadoras querem bloquear o acesso e obrigar os usuários a comprar pacotes extras, mas caros e com franquia menor, para continuar navegando, enquanto a ANATEL, um órgão de fachada criado pelo desgoverno comunistoide para dizer que regula o mercado de telefonia móvel em nome do povo jumento, mas está sempre ao lado e a serviço das operadoras, e os PROCONs, que entraram na justiça exigindo que as operadoras mantenham, ao menos a velocidade reduzida, algo em torno de 100kbps, um pouco maior que no tempo da internet discada, que variava entre 14,4 e 33,3kbps, após o término da franquia.

Uso bastante internet móvel. Tenho um plano chamado Liberty Web da TIM de meros 500MB de franquia de dados. Isso mesmo; míseros 500MB de franquia que se vão em no máximo dois dias, e como meu contrato é antigo a operadora não pode me bloquear ao fim da franquia porque meu contrato me garante navegar em velocidade reduzida. e o interessante da história é que não há diferença alguma na velocidade de navegação após o término da franquia, na velocidade reduzida, com a velocidade normal dentro da franquia.

Conclusão mais que óbvia: Internet móvel no Brasil é um lixo. Não vale um décimo do que custa em relação aos países de primeiro mundo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s